GRÁFICA ONLINE
Assine nosso RSS
Siga-nos no Twitter
Acompanhe nosso Facebook
Confira nosso perfil no Google
Confira nosso perfil no Pinterest
Visite a Loja
Assine nosso RSS
Siga-nos no Twitter
Acompanhe nosso Facebook
Confira nosso perfil no Pinterest
Confira nosso perfil no Pinterest

09, mai - 2012

Como ser freelancer e feliz ao mesmo tempo

Como ser freelancer e feliz ao mesmo tempo

“Mas, espere aí! O título deste artigo me fez pensar que ser freelancer significa não ser feliz”. Você pode até estar pensando assim, mas, o fato é que muitas pessoas não conseguem levar adiante a ideia de trabalhar como freelancer. Ou porque têm medo, ou porque já tiveram a experiência e não deu certo. Enfim, existem infinitos motivos. Mas, calma! As coisas não estão perdidas.

Por Alexandre Bigaiski

A verdade é que não existe uma fórmula para o sucesso. Nem para o sucesso como freelancer e nem como profissional que trabalha em um escritório com uma carga horária fixa.

O importante é que você tem de adequar o seu estilo de vida ao seu estilo de trabalho. Se você não gosta de trabalhar com carga horária fixa, dentro de um escritório, talvez seja uma ótima ideia você tornar-se freelancer. Mas, segura aí. Será que você vai se dar bem trabalhando como freelancer?

Você vai dar conta?

Existem alguns itens básicos que praticamente todos já conhecem, quando se trabalha como freelancer. Por exemplo:

Não existe uma quantia em dinheiro definida. Ou seja, você não sabe o quanto vai ganhar em cada mês, semana, ano etc.

Não existe um dia de pagamento. Você não sabe, por exemplo, no próximo mês, qual dia você receberá o pagamento pelo seu trabalho.

Você não sabe quando e se vai ter trabalho. Claro, se você tiver uma carteira de clientes lotada e tiver trabalhos frequentes para estes clientes, você estará mais seguro. Entretanto, se você vive procurando cliente, não sabe se vai arranjar e se vai ter trabalho, você pode ficar inseguro e até desamparado. Inclusive financeiramente.

Primeiro: Você sabe onde está pisando?

Ou seja, antes de entrar na sala do seu chefe e dizer “adorei trabalhar com vocês, mas vou ser freelancer, vou viver a minha vida e ganhar a minha liberdade!”, você deve ter tudo planejado. Você vai ter de ter clientes. Vai ter de ter contatos, pelo menos. Aqueles que vão poder apresentar você a alguém para que este alguém seja o seu cliente.

Faça muitos contatos antes. Isso é imprescindível. Sem conhecer pessoas, não tem como você trabalhar pra alguém, certo?

Segundo: Você é capaz de trabalhar como freelancer?

“Mas, como assim? Claro que eu sou capaz. Sou extremamente competente!”. Mas, não é essa a questão. Pare. Pense. Analise. “Eu vou me dar bem trabalhando como freelancer?”. Trabalhar como freelancer não é tão simples assim. Principalmente se você for trabalhar em casa.

Sim, é difícil trabalhar em casa. Existem várias distrações que serão difíceis de deixar de lado. Quer exemplos? Televisão, aparelho de som, videogame, micro-ondas (sim, você vai querer dar uma beliscada em algum alimento), cachorro, gato, papagaio, esposa, marido, crianças, a vizinha que vem pedir uma xícara de açúcar, entre tantas outras. Você vai conseguir administrar tudo isso mais o seu trabalho?

Ah, sim! Você tem a opção de trabalhar no sistema de coworking. Veja aqui como funciona.

Terceiro: Você é preguiçoso?

Se for, nem tente ser freelancer. Para ser freelancer você tem de literalmente correr atrás de clientes, de trabalho. Tem de fazer contatos, ir a festas, eventos, feiras, conversar, conhecer gente nova que, potencialmente, podem ser seus clientes.

Para ser freelancer, tem que ter disposição! E muita.

Quarto: Você se importa com horários?

Por exemplo: “Hoje é sábado, eu não trabalho sábado, eu vou passear no parque com o meu cachorro e a minha namorada”. Esqueça! Se você trabalha como freelancer e precisa entregar um trabalho na segunda-feira, provavelmente você vai ter que trabalhar em vez de ir passear no parque. Claro, dependendo do volume de trabalho que você tiver, você até pode passear rapidinho no parque, mas assim que voltar pra casa, vai ter que voltar também ao trabalho.

Quinto: Você se importa em dizer “não”?

Porque você vai ter que dizer muitos “nãos”. Se você for trabalhar em casa e a sua esposa estiver lá, ela pode dizer “amor, arruma o chuveiro pra mim?”. Isso é um problema, não por causa deste simples problema com o chuveiro, mas porque os pedidos podem tornar-se (e normalmente tornam-se) frequentes. E isso vai fazer com que você perca muito tempo de trabalho.

Além disso, existe a questão dos clientes. Existem muitos que vão te pedir coisas absurdas e que você vai ter que negar. Eles podem pedir pra você fazer um projeto durante a sua madrugada, e nem sempre você está disposto a fazer isso.

Se você não sabe dizer “não”, para ser freelancer, vai ter que aprender.

Sou freelancer e sou feliz!

Essas são apenas algumas dicas para você que é ou quer tornar-se freelancer. Agora, conte pra gente. Como você faz para trabalhar como freelancer e ser feliz ao mesmo tempo?

Abraços e bons negócios.

Atual Card Gráfica
www.atualcard.com.br

 

Comentários Comentários

24 Comentários para “Como ser freelancer e feliz ao mesmo tempo”.

  • Artur Acioli disse:

    Como sempre boas dicas

  • Lucas Patricio disse:

    Bom, eu tenho uma pequena drogaria e trabalho como freelancer nas horas vagas hehehe, deixo minha esposa tomando conta da drogaria e geralmente na parte da manha saio atras de clientes, mesmo assim consigo complementar minha renda com essa atividade muito bem, tirando em torno de 1500 a 2500 por mês, como uma atividade complementar esta de bom tamanho, mas se eu investisse pesado nisso teria um potencial muito grande. Mas tenho que adquirir mais experiencia primeiro para depois dar um passo desses, pois no momento eu ainda pago para uma outra pessoa criar as artes para min.

    A materia ta 10!

  • João Pedro disse:

    Muito interessante a matéria, mas gostaria de sugerir outra matéria. Para os que estão começando agora e não sabem direito o valor que cobrar de seus clientes, seria uma excelente oportunidade de aprender com quem já tem mais experiência. O que acham?

    Parabéns pelo blog e pelo ótimo serviço que vêm realizando até hoje.

  • Patrine disse:

    Muito boas as dicas do artigo. Poderia fazer um complemento sobre Home Office.

  • Evandro Takao disse:

    Meu Homeoffice é uma mesa de 60cm com um imac e uma cadeira. Trabalho em uma agência em período integral e tenho 2 clientes que me pagam mensal 700 reais cada um. É um complemento e pra administrar esse fluxo de trabalho em casa, a noite, não é fácil. No último mês eu estou tentando separar os finais de semana pra NÃO TRABALHAR. Mas essa opção têm me custado dormir bem tarde em alguns dias da semana. Gosto dessa vida, pois meses como janeiro eu ganho os mesmos 1400 reais extras, além do meu salário, e não tenho muito fluxo de serviço. Gostei das dicas acima, minha esposa entende bem meu trabalho e me apoia sem ficar me incomodando o tempo todo!

  • Roberta Pacheco disse:

    Boa noite! Gostei do artigo, muito bom mesmo. Eu trabalho de carteira assinada como designer, mas tenho alguns clientes como freela. Adoro fazer meus freelas pq eu faço os meus horários e tenho uma uma relação direta com o cliente. Amo fazer design, quero VIVER de DESIGN e um dia eu terei uma equipe. Já fiz planejamento estratégicos para criar uma equipe de amigos, com cada um com um perfil, mas é muito difícil encontrar pessoas ATIVAS, assim como é falado no texto.
    Abraços para todos os DESIGNERS!!!!

  • Olá, eu trabalho com criação de layouts para cartões e os mais variados impressos, se alguém aqui precisar do trabalho de criação, estou disponível.

  • cesar eduardo rodrigues disse:

    Boa tarde trabalho como free e gostaria de saber como calcular os preço de venda pois queria fazer uma parceria com vcs . grato cesar

  • Marcelo Garcia disse:

    Gostei muito das dicas. Trabalho pela manhã em um laboratório de analises clínicas(carteira assinada) e a tarde como freela. MInha esposa atende os clientes pela manhã e a tarde, eu faço as criações. É uma vida muito corrida, mas graças a Deus temos conseguido expandir bastante. Ela me ajuda muito, até porque, nós trabalhamos juntos.

    Valeu!

  • josimar disse:

    boa tarde gastei muito das dicas.

  • Tony disse:

    Uma dica é não desistir nunca, ficar atento quanto a criação, mas se errar sempre tem um jeito. até hoje ainda erro mas estou super feliz.

    • equipeatual disse:

      Olá Tony,
      Errar é humano, isso é um fato. Mas são com os erros que aprendemos e nos tornamos sábios.
      E a intenção é, que não venhamos mais a cometer os mesmos erros.
      Obrigada por sua participação em nosso blog.
      Abraços,
      Equipe Atual Card

  • Ana Cláudia disse:

    Boa Tarde!
    Gostei do blog.
    Tive a idéia de trabalhar com freelacer este mês.
    Tenho o meu trabalho como auxiliar contábil, mas quero trabalhar em casa nas horas vagas. Digitando, Fazendo Classificação Contábil para escritórios ou empresas que não queiram contratar mas funcionários, mas que estão atolados com os serviços. Como faço para conseguir estes trabalhos.
    Qualquer interesse.
    Ligue: 9170-8436
    Ana Cláudia

    • OI Ana Cláudia,
      Obrigada por sua participação em nosso blog.
      Como conseguir clientes para um determinado trabalho depende muito do seu conhecimento na área.
      Boa sorte em sua nova empreitada profissional.
      Att.
      Equipe Atual Card

  • Parabéns, AtualCard.

    Conheci o blog de vocês agora, este é o segundo artigo que eu leio e tenho certeza que muitos mais pra frente são tão interessantes quanto. Continuarei lendo…

Deixe um comentário

  • Só serão aceitos comentários que façam referência ao assunto tratado no artigo em questão. Qualquer dúvida sobre preços, prazos, transporte e outros assuntos referentes a procedimentos da Gráfica Atual Card, não serão atendidos neste local.

    Para entrar em contato com a Gráfica Atual Card acesse o Sistema de Mensagens ou a página de Ajuda e Instruções. Caso o seu problema seja sobre cadastramento na loja da Gráfica Atual Card, você deverá ler sobre Erros durante o cadastro.

Visite a loja

Visite a loja

Os mais lidos

Os mais lidos

Contato

Contato

Visite o site da loja e confira os preços imbatíveis que a Atual Card oferece em seus produtos.

Visite a loja

www.atualcard.com.br

A Atual Card do Brasil