Home Carreira e Mercado de trabalho Todos os Posts Você ainda tem medo de falhar?

Você ainda tem medo de falhar?

Postado em 04/04/2011

Todos nós sentimos medo de alguma coisa. E um dos principais medos que temos é o medo de falhar. Quantas expectativas temos na vida, quantas vontades. Pensamos no futuro e temos medo do que possa acontecer. Mas existem algumas formas de, pelo menos, amenizar o medo da falha. Por Alexandre Bigaiski

Traduzido e adaptado do artigo Are You Still Afraid of Failure?, do blog Pick The Brain.

Superando o medo da falha

1. Tendo a mentalidade correta sobre a falha

Chega um tempo na vida em que aprendemos que a falha faz parte da vida. Aconteceu no passado, acontece no presente e acontecerá no futuro. O que devemos fazer é mudar totalmente a ideia que temos de falha. Se não falhássemos não seríamos as pessoas evoluídas que somos hoje. A falha é algo inevitável na vida de qualquer um, e ela serve para o autoconhecimento e crescimento pessoal e profissional. Aprendemos a evitar falhas futuras tendo falhado no passado. Pense sempre positivo.

2. O que é melhor: falhar ou não tentar?

Só existe uma forma de nunca falhar: não tentar! É simplesmente como se você não tivesse vivido. Tentar evitar todos os tipos de falhas leva você a um caminho errado: nunca tentar. Se você nunca tenta, não há como vencer.

3. Imagine as coisas pelo “ponto de vista dos seus avós”

Pense que, quando você tiver netos, vai querer contar para eles todas as dificuldades que você passou na vida e como conseguiu vencê-las. Vai querer mostrar a eles que é necessário sempre tentar fazer as coisas. A única frase que você não vai querer dizer é “poderia ter acontecido se eu tivesse tentado”. Ninguém quer olhar para o seu passado e ver quantas oportunidades tinha e perdeu, simplesmente por não tentar. Olhando pelo “ponto de vista dos avós” deixa muito claro que não é com a falha que você tem de se preocupar, e sim com o medo de não conseguir fazer o que tinha planejado.

4. Dando um passo de cada vez

Quando nos deparamos com um problema muito extenso, tendemos a olhar para ele como um todo. E a primeira reação que temos é de medo, parece que não vamos conseguir lutar contra “tudo aquilo”. Ficamos praticamente paralisados em frente tal situação. Talvez a melhor dica nesses momentos seja: dê um passo de cada vez. Quando você resolve a “primeira parte do problema” já ganha um fôlego extra para resolver as outras partes. Torna-se até um incentivo.

Lembre-se:

Não há razão para ter medo de falhar, se você não quiser dizer para si mesmo: “o que teria acontecido se eu tivesse tentado?”.
Gráfica Atual Card https://blog.atualcard.com.br

+ Conecte-se:

Curta a nossa Fan Page no Facebook Siga-nos no Twitter

Tags:, , ,

Gostou dessa matéria? Então compartilha.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assuntos Relacionados

Fonte para disléxicos

O que posso vender para consultórios?

Papelaria de Natal com impressos personalizados!